CCBEU | 06 de ago Se você sonha em estudar em alguma Universidade americana, acredite isso é possível! O ex-aluno do CCBEU Goiânia, Luis Fernando Apolinário, ganhou bolsa para Mestrado em cinco universidades nos EUA.

Sim, você pode estudar nos EUA

Se você sonha em estudar em alguma Universidade americana, acredite isso é possível! O ex-aluno do CCBEU Goiânia, Luis Fernando Apolinário, ganhou bolsa para Mestrado em cinco universidades nos EUA: Vermont Law School; Hofstra University; University of Saint Thomas; Loyola University New Orleans e Lousiana State University. Como ele conseguiu? Vamos te contar! 

Para que esse sonha se tornasse realidade, ele se preparou estudando inglês aqui no Brasil e se dedicando não só ao aprendizado, mas também fez uma imersão na cultura americana. Em 2003, ele se matriculou no CCBEU Goiânia por incentivo da sua mãe e, com os métodos aplicados pela escola, conseguiu adquirir fluência, conhecimento gramatical e cultura. 

Veja as dicas do Luis Fernando, ex-aluno do CCBEU Goiânia e advogado formado pela PUC Goiás: 

1. Seja perseverante! É um processo muito burocrático e eu diria até um pouco desgastante, mas no final valerá muito a pena.

2. Tente sempre pedir uma dispensa para taxa de aplicação (application fee), com raras exceções, as Universidades não fazem questão desta taxa e, provavelmente, te dispensarão desse pagamento sem grandes complicações.

3. Existe a possibilidade de se pedir a dispensa também dos testes de proficiência (TOEFL e IELTS), CONTUDO, eu só recomendo que o candidato peça essa dispensa se ele estiver muito seguro de sua fluência, pois o seu inglês será avaliado nas entrevistas e através dos documentos aos quais escreveu. E, caso os entrevistadores não constatem a sua fluência, terão um argumento muito forte para negar de plano a sua admissão e/ou bolsa.

4. Busque estabelecer um bom contato com os coordenadores de admissão das faculdades, eles podem te ajudar muito durante o processo. Tome cuidado apenas para não demonstrar muita intimidade, seja muito cortês, porém, formal.

5. Pesquise um pouco sobre as instituições as quais você deseja se inscrever, é sempre bom demonstrar um pouco de conhecimento na área em que a instituição mais foca os seus trabalhos.

6. Publique todas as suas produções acadêmicas. Isso lhe garantirá pontos extras.

7. Tenha a sua aprovação na OAB. Mesmo que isso não seja um requerimento das universidades, pois todas as instituições, sem exceção, querem saber se você é licenciado para exercer o seu ofício no seu país de origem, e isso também lhe renderá uns bons pontos extras.

8. Na sua redação pessoal, ressalte todas as suas qualidades acadêmicas, todos os trabalhos realizados por você, inclusive os sociais. Reforce os pontos de sua personalidade os quais você acha que sejam pertinentes ao curso que você estará aplicando.

9. Demonstre claramente o enfoque social dos seus projetos. As instituições gostam de projetos que tendem a mudar a realidade da sociedade em que você vive; afinal, isso trará notoriedade para a Universidade. 

10. Pesquise o curso para o qual você quer se inscrever em mais de uma Universidade (eu diria várias), pois a avaliação das instituições é muito subjetiva e completamente discricionária, assim, é sempre bom ter mais de uma opção. 

E se você se interessou em estudar em alguma universidade americana é melhor se preparar. E o CCBEU Goiânia pode te dar uma força, já que é a única instituição de ensino da língua inglesa em Goiás reconhecida oficialmente pelo governo americano. 

Números: 

Em 2013, cerca de 820 mil estudantes internacionais foram para os EUA em busca de diploma em uma de suas instituições de ensino superior, segundo dados da Associação de Educadores Internacionais. Essa demanda deve continuar crescendo, ainda segundo a Associação, já que a procura aumentou em 40%. 

Cada universidade oferece um tipo de suporte. Enquanto umas podem oferecer 20% de desconto no valor anual, outras podem oferecer mais ou menos. Outras oferecem até estágio na própria universidade em troca do valor da anuidade ou parte dele. Recentemente, a Revista US News & World Report destacou que cerca de 345 universidades americanas concedem bolsa de estudos em média de U$ 17.721,00 para o ano letivo. Já outras universidades como a de Harvard, por exemplo, concedem em média mais de U$ 50 mil.