Intercâmbio | 09 de jun Entrar no ensino superior deveria ser uma aventura. Para alguns, isso significa enfrentar a selva urbana.

ONDE OS ESTUDANTES AMANTES DA NATUREZA SE ENCONTRAM

Entrar no ensino superior deveria ser uma aventura. Para alguns, isso significa enfrentar a selva urbana. Mas para os que adoram as atividades ao ar livre, existem instituições do ensino superior em todos os Estados Unidos em que a vida estudantil e o currículo tiram proveito de ambientes espetaculares. Os estudantes podem se juntar a clubes extracurriculares que os conectarão com a natureza ou podem frequentar cursos nos quais eles realizam pesquisa de campo nas ciências naturais.

Dan McCoy coordena o programa extracurricular cuja maior parte é realizada ao ar livre na Universidade de Wyoming em Laramie. O programa organiza viagens ao Parque Nacional de Yellowsone e Parque Nacional de Grand Teton, localizados nas proximidades, oferecendo aos estudantes a oportunidade de aprender snowshoeing (caminhada na neve com sapatos em forma de raquete), a esquiar, a praticar rafting em corredeiras e outros esportes de aventura.

O programa não é de forma alguma único. “Na última contagem, havia cerca de 500 programas como o nosso espalhados por todos os EUA”, afirmou McCoy. Eles alugam equipamentos a preços baixos, muitas vezes subsidiados por taxas de atividades estudantis. “É especialmente bom para os estudantes internacionais que não teriam trazido a sua própria bicicleta ou equipamento de alpinismo”, afirmou McCoy.

 Os estudantes que recebem diploma em Geologia, Biologia Marinha e Recursos Ambientais e Naturais são atraídos para atividades ao ar livre por suas exigências acadêmicas. “Há muita coisa acontecendo aqui nas pesquisas relacionadas às mudanças climáticas”, disse Susan Henrichs, vice-reitora da Universidade do Alasca em Fairbanks, “pesquisas sobre coisas como o gelo marinho, tundra e permafrost (solo formado por terra, gelo e rochas permanentemente congelados) e como isso está mudando”. Os cursos de Biologia e Conservação da Vida Selvagem da instituição lidam com a vida selvagem do Alasca, mas também ensinam princípios aplicáveis para a manutenção da vida selvagem ao redor do mundo.

APRENDIZAGEM AO AR LIVRE

Estudante de Biologia da Universidade do Alasca em Fairbanks escala uma cachoeira congelada perto do Parque Nacional Denali (UAF/Todd Paris)

 

Estudantes da Universidade Roger Williams em Rhode Island recolhem espécimes no Monte Hope Bay (Universidade Roger Williams)

Estudante da Universidade do Wyoming estuda um surto recente de escolitídeos (Universidade do Wyoming)

Estudantes da Universidade do Wyoming praticam rafting no Rio North Platte (Universidade do Wyoming)

Estudante da Universidade do Alasca em Fairbanks verifica uma estação meteorológica próxima do Rio Kuparuk (UAF/Todd Paris)