CCBEU | 14 de ago Não tenha problemas com o seu intercâmbio

Não tenha problemas com o seu intercâmbio

Quem, que sonha com uma vida fora do conforto de casa, nunca se pegou pensando em como seria viver uma realidade completamente diferente? Como seria conhecer lugares e pessoas diferentes? Nunca pensou em como seria viver em um lugar onde a cultura é o oposto da de costume? Então, nós estamos aqui para te dar dicas para todas as etapas, desde a hora de decidir para onde ir, passando por todo o planejamento e execução do plano, até a hora de partir para um novo destino. E para isso ficar mais claro, vamos mostrar como realizar tudo na “prática”.

1 – Escolha do destino

Quem vai uma vez, nunca mais quer parar. Escolher um novo destino não significa esquecer toda uma vida e começar uma completamente diferente. Significa escolher um lugar que mais se enquadra no seu sonho e no seu perfil, já que você está indo para crescer e conhecer mais. Um bom começo é definir um “TOP 3″ e começar a partir daí. Atualmente o mercado de intercâmbio oferece diversos destinos, para os mais variados gostos e estilos.

2 – Quando ir?

Você pensa em sair do Brasil daqui a 3 meses? 6 meses? Ou 1 ano? Você vai precisar de um bom planejamento e isso pode levar meses, então nunca é cedo para começar.

3 – Quanto custa um intercâmbio?

Quando se trata de um intercâmbio, o valor, no fim, acaba não tendo nada a ver com dinheiro, uma vez que tudo o que você ganha de conhecimento e experiência é de um valor impagável. Mas já que precisamos colocar na ponta da caneta os valores, é necessário entrar em contato com as universidades e saber tudo o que eles disponibilizam e tudo o que eles não disponibilizam. Assim, você conseguirá se planejar.

4 – Comece a estudar o destino desejado

É sempre bom e indispensável conhecer o lugar para o qual você está indo. Pesquisar e entrar em contato com pessoas que já foram ou estão lá é a melhor maneira de se manter informado. Será que os Estados Unidos é o melhor destino? Ou quem sabe Malta? A Terra da Rainha também é muito procurada pelos brasileiros. Então, não perca tempo desejando muito e pesquisando pouco. Com as pesquisas, você vai abrir sua mente para lugares que talvez você nunca tenha pensado. E conhecer um pouco mais do país e da cultura vai te ajudar a ir mais confiante.

5 – Hora de fechar o intercambio

Com todas as informações que precisa, é hora de bater o martelo na mesa e se preparar para receber um novo (ou quem sabe o primeiro) carimbo no passaporte. Recapitulando, isso vai incluir:

– Escolha do destino;

– Agência de intercâmbio;

– Escola onde vai estudar;

– Escolha do curso;

– Seguro de saúde;

– Acomodação para as primeiras semanas;

– Compra de passagem aérea.

6 – Fazendo o passaporte

Tudo pronto? Decidido? Hora de se organizar na parte de documentação. No Brasil, o principal documento para viajar é o passaporte, lembrando que agora o valor para fazer e renovar o passaporte aumentou para R$ 257,25 e passa a ser válido por 10 anos e não mais 5 como anteriormente.

7 – Faça uma procuração

Você pode ter optado por apenas seis meses ou até anos de intercâmbio – e muitos intercambistas mudam de ideia quando chegam no destino, principalmente quando se identificam com o lugar. Um período que previamente seria de meio ano, passa a ser de 2 anos ou até mais. É importante que alguém possa assinar documentos e te representar no Brasil, caso haja alguma necessidade ou contratempo.

8 – Hora de arrumar as malas e aproveitar

Muitos dizem que essa é a pior parte, afinal, você vai deixar muita coisa do seu armário para trás e isso bate um pouquinho de insegurança, mas não se preocupe. O mais importante é não se desesperar e lembrar que esta é a parte final: agora é só fechar tudo e partir para realizar o seu sonho em um mundo novo que te proporcionara inúmeros resultados e aprendizados.