DICAS | 06 de jun BLOG CCBEU CHAT 8 MITOS

Intercâmbio: 8 mitos e verdades

Intercâmbio é um assunto recorrente aqui em nosso blog, e quanto mais falamos de intercâmbio, mais coisas temos para falar. Isso porque ainda é um assunto que gera muitas dúvidas em quem procura por essa experiência.

Fazer um intercâmbio é uma decisão que, com certeza, vai mudar não só a sua vida, mas também a sua forma de ver o mundo. Talvez por ser um passo tão importante ainda gera algumas dúvidas e mitos, que acabam por confundir muitas pessoas que querem se aventurar a estudar em outro país.

Hoje preparamos um artigo que vai te ajudar a fazer o seu intercâmbio com mais tranquilidade. Vamos falar sobre os mitos e verdades no intercâmbio principalmente de brasileiros.

O destino influencia o resultado do intercâmbio!

Depende

O resultado do seu intercâmbio vai depender de uma série de fatores, o destino pode influenciar de algumas maneiras, mas os resultados dependem muito de você e da sua dedicação.

Só de estar em um país diferente já é uma experiência cultural e tanto, mas alguns destinos podem ter mais brasileiros que em outros, e isso pode comprometer sim a eficácia dos estudos. Isso porque a tentação de fazer amizade com os conterrâneos é grande e se o objetivo for aperfeiçoar a língua, ficar conversando em português não vai ajudar em nada.

 

O resultado é garantido.

Mito

A dedicação do estudante influencia diretamente nos resultados do intercâmbio. O estudante precisa agarrar todas as oportunidades e explorar tudo o que o destino escolhido tem a oferecer.

 

Intercâmbio é só diversão.

Mito

Não se pode esquecer que o objetivo da viagem é o aprendizado e isso exige muita responsabilidade. É importante saber que a Associação Brasileira de Intercâmbio Profissional impõe regras aos programas de estudos no exterior e o descumprimento dessas regras pode levar ao desligamento do estudante do programa.

 

É melhor fazer intercâmbio depois que terminar o ensino médio.

Mito

O momento certo para fazer um intercâmbio vai depender do perfil do estudante. Alguns especialistas acreditam que quanto mais cedo for o contato com uma língua estrangeira, mais preparado ele estará para tentar ingressar em uma universidade internacional ou a frente no mercado de trabalho.

Mas pensando por outro lado, após o ensino médio o aluno tende a estar mais maduro para tomar decisões mais acertadas em um curso no exterior.

 

É preciso se preparar com um ano de antecedência.

Verdade

É importante começar a se organizar com antecedência. Conheça o lugar que você irá morar antes de embarcar, assim você chegará mais preparado, com autoconfiança e segurança.

Faça um roteiro bem detalhado, pesquise sobre os costumes locais e prepare a documentação com calma. Se programar com antecedência também pode te ajudar a economizar bastante em passagens e acomodações.

 

Dá para fazer intercâmbio com pouco dinheiro.

Verdade

Planejar com antecedência pode ajudar a encontrar promoções e formas de economizar no seu intercâmbio. Clique aqui e veja como fazer um intercâmbio gastando pouco [link do artigo anterior].

 

O mercado de trabalho dá valor ao intercâmbio.

Verdade

Um intercâmbio oferece muito mais que aperfeiçoamento em língua estrangeira, o aluno desenvolve habilidades pessoais que são muito valorizadas no mercado de trabalho.

 

Não dá para aprender um idioma em menos de seis meses.

Mito

Existem cursos de idiomas no exterior para todos os níveis de conhecimento e necessidades. Estima-se que uma pessoa que já tenha conhecimento básico alcance a fluência da língua em um período entre nove meses e um ano de intercâmbio. Para quem tem nível intermediário, são seis meses e a pessoa que tem nível avançado pode adquirir domínio total da língua em apenas três meses.

 

Agora é só começar a planejar o seu intercâmbio.

Gostou das dicas?

 

Compartilhe esse post com seus amigos.

 

Forte abraço e até o próximo artigo!

Ana Flávia, gerente de marketing do CCBEU