CCBEU | 01 de ago banner site

CCBEU aprova aluno em Universidade no Texas

A língua inglesa é a segunda mais falada no mundo, e a mais utilizada nas relações internacionais de comércio e negócios, entre outros. Se antes o inglês era visto como um diferencial, atualmente é uma exigência básica no mercado de trabalho e, sobretudo, no meio acadêmico.

Alavancar a carreira é, hoje, a principal motivação de quem procura um curso de inglês no exterior. Além do inglês fluente, as experiências internacionais têm se tornado um diferencial para a maioria das empresas, em especial para cargos em organizações internacionais, empresas multinacionais ou consultorias.

Você tem o sonho de estudar fora do país?

O sonho do Lucas sempre foi esse, ele estudou inglês no CCBEU durante 2 anos e, com isso, adquiriu a bagagem necessária para conquistar uma bolsa de 80% na Rice University Houston – Texas, nos Estados Unidos da América

Veja o depoimento do Lucas:

 

PASSOS PARA CONSEGUIR UMA BOLSA DE ESTUDOS NO EXTERIOR

 

# PASSO 1

NÍVEL DE INGLÊS

A Proficiência na língua é uma exigência, onde cada universidade tem um nível exigido de TOEFL ou IELTS.

Atualmente, são aplicados dois tipos de provas para o TOEFL. Os mais conhecidos, são o TOEFL ITP Assessment Series – para avaliação do nível de inglês, sem a necessidade de comprovação da fala e da escrita; e o TOEFL iBT (internet-based test) – teste aplicado via internet – utilizado para admissão em instituições de ensino superior, em especial as estrangeiras.

TOEFL iBT avalia quatro as habilidades: reading (compreensão de texto), listening (compreensão auditiva), speaking (expressão oral) e writing  (expressão escrita). A prova é divida nessas quatro seções, que equivalem a 30 pontos cada, contabilizando o máximo de 120 pontos. A pontuação obtida é válida por dois anos após a data do teste.

A prova do IELTS também é dividida em 4 seções: listening, reading, writing e  speaking. A prova é feita em papel;  a seção de Speaking é feita cara a cara com o avaliador. É importante saber que a prova pode ser dividida em dois dias, o que é bem comum.

# PASSO 2

HISTÓRICO ESCOLAR

O Histórico Escolar, ou seja, suas notas, altas ou baixas sempre serão consideradas na análise. Portanto, quanto maior sua regularidade e as suas notas, mais fácil barganhar uma bolsa. A qualidade da escola em que o aluno estudou também conta na análise.

# PASSO 3

COTAS

As universidades americanas têm divisões por cotas, isto é, há vagas disponíveis para as minorias. Isso faz com que os brasileiros tenham uma grande chance, se comparados aos chineses (maioria nas universidades americanas), por exemplo. De modo geral, as universidades procuram por diversidade cultural, para equilibrar a população de estudantes dentro do campus universitário. Dessa forma, é grande o incentivo para os brasileiros  aumentem o mix de nacionalidades.

# PASSO 4

CARTA DE INTENÇÕES

Um dos documentos mais importantes é a carta de intenções, onde o estudante descreve o seu histórico e o porquê de estudar naquela universidade. Quando se chega à fase da análise, pela junta de conselheiros da universidade, é importante lembrar que o critério nota já foi superado. Portanto, a carta de intenções é o grande diferencial. Quanto maior a maturidade emocional, maior a chance de descrever bem seus objetivos. É claro que o inglês é fundamental nesta etapa, pois os critérios de redação serão também avaliados. Entretanto, a história do candidato à bolsa será o fator decisivo.

 

Você tem um sonho como o do Lucas? Faça como ele, venha aprender inglês no CCBEU!

Matriculas abertas!